WHOIS Mi LACNIC
Su dirección IP es / Your IP address is: 

Prêmio Trajetória 2012

Comemorando seu 10º Aniversário, o LACNIC destaca a trajetória de 10 líderes da Internet.

LACNIC anuncia o lançamento do Prêmio Trajetória edição 2012 destinado a distinguir às pessoas que têm contribuído ao desenvolvimento permanente da Internet e da Sociedade da Informação na região da América Latina e o Caribe.

Essa distinção é outorgada anualmente desde 2009 às pessoas da comunidade de Internet da região do LACNIC que tem produzido contribuições relevantes de maneira contínua em prol do desenvolvimento da Internet e da Sociedade da Informação na América Latina e o Caribe.

Como parte da missão do LACNIC de fomentar e articular esforços colaborativos na região e pelo compromisso do LACNIC com o desenvolvimento permanente da Internet e da Sociedade da Informação na região, a Diretoria considera importante distinguir àquelas pessoas que por um longo tempo têm dedicado seus esforços para esses objetivos, por seus sucessos concretos e pelo exemplo que significam para o resto da comunidade.

No ano do seu décimo aniversário, o LACNIC decidiu convocar o Prêmio Trajetória edição 10º Aniversário, que vai premiar 10 personalidades da região.

As personalidades premiadas neste ano são:

Marcos Galperín: (Argentina, Setor privado)

Fundador e CEO do Mercado Livre.

Mercado Livre tem mudado a vida de muitas pessoas e a forma de fazer negócios na região. A iniciativa de Galperín tem tido um grande impacto na América Latina.

Imerso na cultura de Silicon Valley, Marcos fundou um site no estilo do eBay na Argentina. Em maio de 1999 foi lançado MercadoLivre.com (NASDAQ:MELI), com ênfase no conteúdo local e nas melhores práticas regionais para superar seus nove rivais no mercado.

Hoje, Mercado Livre é o mercado on-line líder para os hispano falantes. Enquanto a maioria de seus concorrentes foi à falência, Mercado Livre continua a crescer. A empresa expandiu sua presença em nove países das Américas e na Europa, e em 2002 eBay comprou uma participação na mesma, fazendo do Mercado Livre seu parceiro oficial na América Latina. No verão de 2007 a companhia começou a ser negociada na NASDAQ com uma oferta pública inicial de $ 400 milhões de dólares, a primeira empresa de Endeavor em cotar na bolsa dos EUA.

Em 2011, a capitalização do mercado de Mercado Livre atingiu os três bilhões de dólares. O site tem mais de 50 milhões de usuários registrados.

Luis Furlán: (Guatemala, Academia).

Luis Furlán é engenheiro eletricista guatemalteco. Em 1992 Luis introduziu a Internet no seu país, por isso é considerado pelos meios locais como o "Pai da Internet na Guatemala". É o Diretor do ccTLD da Guatemala, .gt, na Universidade del Valle da Guatemala. Desde 1970 é professor de Ciência da Computação e desde 1992 atua como diretor na gestão do .gt da Universidade. É diretor do Departamento de Informática da Universidade de Ciências e também de seu Centro de Tecnologias Interativas. Além disso, é membro da ISOC, IEEE e LACTLD.

Em agosto de 2010 o professor Furlán foi eleito presidente da CLARA, a Cooperação Latino-americana de Redes Avançadas. Em sua carreira recebeu inúmeros reconhecimentos:

  • Membro da Academia de Ciências Médicas, Físicas e Naturais da Guatemala, 2010.
  • Nominado para a Medalha de Ciência e Tecnologia outorgada pelo Congresso guatemalteco, 1999.
  • Declarado pioneiro proeminente da Informática na Guatemala, 1995.
  • Bolsista LASPAU de 1966 a 1970 e de 1973 a 1975.

José Soriano: (Peru, Comunidade técnica). 

Pioneiro da Internet no Peru. José tem sido Diretor Geral do .PE (o ccTLD peruano) por mais de dez anos na Rede Científica Peruana. Antes disso, ele dirigiu Redalc. Além do seu trabalho no Peru, José tem participado ativamente na construção da comunidade regional. Entre outras atividades, participou na criação do Fórum Latino-americano de Redes no início dos anos 90.

Também foi o principal promotor do conceito "cabines públicas" para o acesso compartilhado à Internet. Este conceito depois evoluiu e deu lugar aos "call centers".

Desde 2000 atuou como Coordenador Nacional do Projeto Mercosul Digital - Cooperação UE-Mercosul (enlace com o governo, negociação multilateral) na Argentina e realizou consultorias no Escritório Nacional de Tecnologias da Informação da Argentina (ONTI), em EGOV PNUD, EGOV BID, EGOV UNESCO, LACNIC e FRIDA.

Ben Petrazzini: (Argentina, Academia e Organização Internacional)

Ben é um dos principais especialistas do programa Apoio ao Crescimento Inclusivo do IDRC. É um pesquisador experimentado focado em como as tecnologias da informação e da comunicação podem melhorar a vida dos mais pobres da América Latina, seja fortalecendo a participação cidadã como melhorando o acesso à educação, serviços de saúde e empregos.

Desde o IDRC, Ben tem promovido uma grande quantidade de iniciativas nas TIC e no desenvolvimento da Internet na América Latina e o Caribe. Tem apoiado projetos em diferentes áreas, como por exemplo, a criação de comunidades, educação, acesso, pesquisa, criação de indicadores, etc. Tem apoiado e liderado projetos ao longo da região e criado associações com as principais organizações da região.

Antes de ingressar no IDRC em 2002, Petrazzini trabalhou com as Nações Unidas como consultor para a sua agência das TIC, a União Internacional de Telecomunicações. Também foi professor na Escola de Negócios da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, atuou como assessor do Congresso Nacional da Argentina e lecionou na Universidade Nacional de Buenos Aires. Como consultor, tem sido muito valioso para o governo e para as empresas privadas em matéria das TIC, tema sobre o que possui várias publicações.

Petrazzini tem doutorado em Comunicações pela Universidade da Califórnia em San Diego (USA).

Loretta Simon: (Granada, Governo)

Loretta Simon é diretora das TIC para o Governo de Granada com o mandato específico de tornar Granada uma sociedade de conhecimento pleno, desenvolver e orientar a implementação de estratégias de governo eletrônico, alinhar as estratégias das TIC do governo às necessidades de mudança do governo e dos cidadãos de Granada, e garantir o envolvimento e a participação de Granada em fóruns regionais e internacionais acerca das TIC.

Profissional das TIC com mais de 30 anos de experiência, Loretta também desempenha um papel muito importante no desenvolvimento da educação em tecnologia tanto em seu país quanto na região. Como a primeira professora de informática em Granada, foi responsável pela formação em TI no ensino médio e superior. Hoje atua no painel da banca examinadora do Caribe sobre Tecnologia da Informação e também é responsável pela realização de programas e oficinas para criação de conteúdo digital através de centros de capacitação nas TIC estabelecidos no país todo. Coordena os cursos regionais e tutoriais eletrônicos da iniciativa Campus Aberto da Universidade das Índias Ocidentais e tem atuado como consultora da OEA em questões sobre a integração das TIC no currículo das escolas de ensino médio.

Bernadette Lewis: (Trinidad y Tobago, Organização Internacional)

Bernadette Lewis é a Secretária Geral da União das Telecomunicações do Caribe desde agosto de 2003, uma organização intergovernamental do Caribe dedicada a facilitar o desenvolvimento do setor regional das telecomunicações. Dentro da organização, Bernadette já cumpriu a sua missão que era garantir que os cidadãos da região tivessem acesso a preços acessíveis e pudessem obter um benefício tangível do uso eficaz das tecnologias da informação e da comunicação.

Bernadette começou a sua carreira nas telecomunicações há mais de vinte anos. Ela adquiriu seus conhecimentos técnicos trabalhando tanto no âmbito da engenharia quanto a nível diretivo com o provedor nacional de serviços de Trinidad e Tobago (Telecommunications Services of Trinidad and Tobago Ltd.).

Tem um B.Sc. pela Universidade das Índias Ocidentais e um mestrado pela Universidade de Ashton no Reino Unido.

Em 2000, foi nomeada Gerente Técnico da Associação Caribenha de Organizações Nacionais de Telecomunicações (CANTO), portanto, estendeu suas atividades para questões relacionadas com a informação e comunicação regionais.

Anthony Harris (Argentina, Setor Privado)

Anthony tem sido Diretor Executivo da Câmara Argentina da Internet (CABASE) desde 1998, ano de grande impacto no futuro das organizações da Internet, fez parte do grupo de trabalho global IFWP (International Forum on White Paper), criado para delinear a organização que iria tomar conta dos recursos críticos da Internet (e que finalmente resultou na ICANN).

Esse processo também derivou em 1999 na Fundação da Federação da América Latina e o Caribe para a Internet e o Comércio Eletrônico – eCOM-LAC (Uruguai), organização na que Anthony ocupou o cargo de Diretor Executivo. No seu duplo papel, também esteve ativo no processo de reconhecimento do LACNIC por parte da ICANN.

Hoje é membro designado do "ICANN Standing Panel of Experts", Vice-Chair da ISPCP (Internet Service Providers and Connectivity Providers Constituency) além de integrante do Comitê Executivo do Commercial Stakeholders Group, que coordena as atividades do setor privado na ICANN.

Valeria Betancourt (Equador, Sociedade Civil)

Valeria é socióloga e politóloga; ativista na área das TIC para o desenvolvimento e justiça social. Trabalhou durante os últimos sete anos apoiando às organizações da sociedade civil no uso estratégico das TIC e facilitando seu envolvimento nos processos de políticas das TIC a nível nacional, regional e global.

Tem participado no processo da CMSI, tanto na primeira quanto na segunda fase, facilitando o relacionamento e a articulação das organizações da sociedade civil da América Latina e negociando a inclusão da visão e questões prioritárias dessas organizações nos documentos e resultados oficiais da Cúpula.

Tem sido coordenadora do Projeto Monitor de Políticas das TIC na América Latina, Associação para o Progresso das Comunicações, APC; e especialista em estudos para o desenvolvimento, políticas das TIC, Tecnologias da Informação e Comunicação no contexto de países em desenvolvimento. Hoje atua como diretora do programa mundial de políticas da APC.

Demi Getschko (Brasil, Technical Community)

Demi é diretor-presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

É engenheiro eletricista formado pela Escola Politécnica da USP da USP (1975), com mestrado (1980) e doutorado (1989) em Engenharia pela mesma instituição. Foi um dos responsáveis pela primeira conexão TCP/IP brasileira, em 1991, entre a FAPESP e a Energy Sciences Network (ESNet), nos Estados Unidos, por meio do Fermilab (Fermi National Accelerator Laboratory). Por isso, é considerado um dos pais da Internet brasileira.

Trabalhou como Diretor de Tecnologia da Agência Estado, empresa do Grupo Estado, em dois períodos: entre 1996 e 2000, e novamente entre 2002 e 2005. Também atuou como Vice-Presidente de Tecnologia do iG entre 2000 e 2001.

Foi, ainda, professor da Escola Politécnica da USP, e hoje é Professor Associado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde leciona Arquitetura de Computadores (AC) e coordena o laboratório da camada 2 do Projeto KyaTera. Até maio de 2009, atuou como membro da diretoria da Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) pela ccNSO (Country Code Names Support Organization), eleito para o período de 2005-2007 e reeleito para 2007-2009.

É Conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) desde 1995 e Diretor-Presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) desde 2006. Em outubro de 2010, foi nomeado membro do Conselho de Administração da Telebrás.

Edmundo Vitale (Venezuela, Comunidade Técnica)

Edmundo é engenheiro eletricista pela Universidade de los Andes, Venezuela, 1972, com mestrado pela Universidade de Stanford, Califórnia, USA, 1974-1976. Foi professor convidado da Universidade de Florencia, Instituto de Eletrônica, Itália, anos 1982 e 1989. Professor titular aposentado da Universidade de Los Andes da Venezuela com mais de 32 anos de ensino e pesquisa. Ocupou os cargos de coordenador da rede universitária RedULA, chefe do Laboratório Circuitos, chefe do Departamento de Circuitos e Medidas e diretor da Escola de Engenheria Elétrica da Universidade de Los Andes, Venezuela.

 

Membro fundador da Fundação Escola Latino-americana de Redes e Coordenador Geral das Oficinas sobre Tecnologias de Redes da Internet para a América Latina e o Caribe (WALC). Gerente de educação do Centro Nacional de Tecnologias da Informação da Venezuela, 1998-2005. Membro da Comissão de Tecnologias da Informação e Comunicação em Educação do FONACIT (Fundo Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação) do Ministério da Ciência e Tecnologia da Venezuela 2003-2005. Membro do fórum permanente de Redes da América Latina e o Caribe, ENRED, desde 1996. Membro da Junta Diretiva da Rede Acadêmica Nacional REACCIUN da Venezuela, 1997-1998. .Membro do júri avaliador de projetos no programa FRIDA/LACNIC desde 2006.

Coordenador do projeto Rede Escolar Nacional Conteúdos, www.rena.edu.ve. Coordenador do projeto Formação on-line, www.formacionenlinea.edu.ve. Coordenador do projeto Portal Nacional de Educação www.portaleducativo.edu.ve. Coordenador do programa de educação a distância para educadores, www.capacitaciondocente.ula.ve. Coordenador da cadeira UNESCO-CISCO de Redes de Computadores da Universidade de Los Andes, a partir de janeiro de 2004. Membro da Comissão Avalidora dos Projetos apresentados ao programa FRIDA do LACNIC desde 2004. Membro das associações e organizações: ISOC, CIV, AVIEM, IEEE.

Desde junho de 2006 até hoje atua como gerente regional do programa educacional em tecnologia de redes, Cisco Networking Academy, para a região da CANSAC.(América Central, países andinos e o Caribe).

Top CHK_LACNIC