WHOIS Mi LACNIC
Su dirección IP es / Your IP address is: 

A Internet e os mercados digitais para o empoderamento das mulheres no Haiti

LACNIC transforma seu projeto Ayitic com o apoio do Centro de Pesquisa do Desenvolvimento Internacional (IDRC) para promover novas capacidades técnicas e trabalhos digitais no Haiti.

LACNIC anuncia o lançamento do projeto "Ayitic Goes Global", uma proposta de formação e empreendedorismo que impulsiona o desenvolvimento digital no Haiti.

O projeto representa uma expansão das atividades lideradas por LACNIC no país caribenho desde 2013. Nesta nova etapa, Ayitic se globaliza, incorporando novidades importantes, como a realização de cursos técnicos on-line por meio de uma plataforma de e-learning, capacitações para mulheres no gerenciamento de dados digitais e esforços orientados a insertar às participantes nos mercados digitais dentro e fora do Haiti. Assim mesmo, está prevista a criação de um cluster de Tecnologias da Informação no Haiti, chamado ICT Cluster. 

As novas propostas se somam à formação de profissionais na área das tecnologias de informação e comunicação que já estavam sendo realizadas nas edições anteriores do projeto. Desde 2013, Ayitic fortaleceu as capacidades técnicas de cerca de 300 profissionais e estudantes haitianos da área das TIC.

Para concretizar esta nova abordagem de Ayitic, incorpora-se a organização canadense IDRC, uma corporação pública do governo do Canadá dedicada a encontrar soluções para os problemas sociais, econômicos e ambientais das comunidades em desenvolvimento.

"As transformações procuram que a iniciativa, além de impulsionar o desenvolvimento da Internet a nível local, promova o mercado digital de serviços criando novas oportunidades de trabalho tanto nos mercados nacionais quanto internacionais, nestes últimos através do outsourcing de serviços", apontou Carolina Caeiro, Coordenadora de Projetos de Desenvolvimento de LACNIC.

A Escola Superior de Infotrônica do Haiti será a responsável local do projeto com o apoio dos consultores locais Max Larson Henry, Christelle Valval, Sopohonie Milande Joseph e Sonide Simon.  Também participarão da iniciativa o Caribbean Open Institute da Universidade de West Indies (Jamaica) que estará focado no desenvolvimento dos cursos relacionados com os dados, e as consultoras 3x3 Design e Slasroots que liderarão respectivamente estudos preliminares do mercado e uma análise estratégias pedagógicas para o ministrado dos cursos.

Mulheres e mercados digitais. Uma das novidades de destaque de 2017 será a realização de oficinas de formação sobre questões digitais para mulheres entre 18 e 25 anos. Os cursos versarão sobre processamento de dados, tentando desenvolver habilidades digitais no gerenciamento de informações, gerando assim uma cultura de evidência científica.

A nova plataforma prevê também trabalhar para que as mulheres que participem dos cursos possam entrar no mercado de trabalho dentro e fora do Haiti.  Nesse sentido está previsto realizar uma campanha de empresas da região interessadas em terceirizar seus serviços de gerenciamento de dados e fazê-lo desde o Haiti.

ICT Cluster.

A nova proposta é completada pelo chamado ICT Cluster, liderado por Max Larson Henry da Transveral, com o qual se espera fortalecer a infraestrutura da Internet no Haiti.  O cluster vai procurar a articulação de ações na comunidade técnica local para fortalecer o ecossistema da Internet. Além das atividades de networking, vai tentar impulsionar iniciativas concretas que impactem sobre a segurança e a estabilidade da Internet a nível local.

Top CHK_LACNIC