LACNIC ultrapassa as 1.000 alocações de prefixos IPv6

19 de Março de 2012

Mais de mil organizações da Internet da América Latina e o Caribe oferecem serviços na nova plataforma tecnológica da rede, o IPv6. Assim foi anunciado pelo gerente da área de Engenharia do Registro de Endereçamento da Internet para a América Latina e o Caribe (LACNIC), Arturo Servín, durante uma palestra de especialistas na 43ª reunião da ICANN que aconteceu em San José de Costa Rica de 11 a 16 de março de 2012.

Arturo salientou que uma vez ultrapassados as 1000 alocaçoes com endereços IPv6, foi atingida a cobertura de 42% dos associados atuais da região com o novo sistema de endereços da Internet. Brasil lidera esse crescimento com 46% de seus membros com pelo menos uma alocação de endereços neste novo protocolo. "É um grande passo para a comunidade toda, que mostra que estamos no caminho certo onde os Registros Nacionais NIC.br e NIC.mx têm um papel de destaque", garantiu o responsável da área de engenharia do LACNIC.

Esse esforço da comunidade e do LACNIC por expandir rapidamente a nova tecnologia na região deve continuar e se estabelecer para conseguir que todos aqueles que não tiverem recebido endereços IPv6 possam acessá-los para continuar crescendo e oferecendo novos serviços.

Servín salientou que a próxima reunião do LACNIC em Quito "vai estar focada na implementação do IPv6, com atividades como a reunião com diretores e gerentes de tecnologia que vai permitir avançar no conhecimento e compromisso dos mais importantes atores da região para uma implementação efetiva."

Sobre IPv4 e IPv6

  • O desenvolvimento explosivo da Internet tem gerado uma grande procura dos blocos disponíveis de endereços IP –um número único designado a um dispositivo informático conectado a uma rede- o que levou a criar um novo protocolo para permitir a expansão da rede de redes. O sistema mais usado até hoje, o IPv4, tem um número finito de endereços IP, com mais de 4 bilhões de combinações possíveis, as quais estão se esgotando. Para substitui-lo foi ideado o IPv6, um protocolo que permite um número bem mais grande de dispositivos conectados à Internet.

Segundo as previsões do LACNIC, até o primeiro trimestre de 2014 ainda vai haver endereços IPv4 na região, mas isso pode mudar drasticamente com o acentuado crescimento da Internet móvel e a adoção de novos dispositivos.

 

Atenciosamente,

Comunicações
LACNIC.

SYSTEM CERTIFICATION ISO 9001 LSQA

CHK_LACNIC